fbpx
O BEM-ESTAR PSICOLÓGICO DE CADA PESSOA FAZ PARTE DO DIREITO À SAÚDE AJUDE-NOS A ESPALHAR

Transtorno do Jogo: 3 é "melhor" que 1! Três caminhos diferentes para o vício.

Agora é evidente que o distúrbio causa jogo de azar um verdadeiro problema de saúde pública, tanto no contexto internacional quanto no italiano. As principais causas desse fenômeno são as crescimento contínuo e rápido das possibilidades de jogos no território eo aumento da utilização de formas de jogo de azar online.

Recentemente, com a entrada da patologia do Transtorno do Jogo (ADI) nos Níveis Essenciais de Assistência (LEA), a questão de uma padronização da assistência para ser dirigido a pessoas com o distúrbio.

Atualmente, um dos modelos mais conhecidos e utilizados que permite diferenciar as vias de tratamento com base na avaliação do caminho para o desenvolvimento do vício é o famoso "Modelo de caminhoPor Blaszczynski e Nower. De acordo com essa perspectiva, o caminho para a perturbação pode se desenvolver de três maneiras:

  • indivíduos que começam com uma atividade de jogo social e subsequentemente se voltam para o desenvolvimento do problema, líquido de problemas psicológicos pré-existentes;
  • indivíduos definidos psicologicamente vulnerável, que usam o jogo como um meio de sentir alívio de questões pessoais e de relacionamento;
  • indivíduos que mostram uma verdadeira propensão à impulsividade e risco desde a juventude, até o ponto em que o jogo é apenas uma das atividades em que essa propensão atua.

    Essas três vias agrupam, em três categorias específicas, o caminho para a perturbação dos indivíduos, colocando nas mãos do clínico a possibilidade de desenvolver um projeto de assistência consistente com o subtipo do caminho.

Aqui estão alguns pensamentos sobre isso:

  • O modelo é uma simplificação útil, cuja validade é confirmada por uma série de estudos;
  • O modelo reconhece uma categoria de jogadores não caracterizada por problemas afetivos, emocionais e psicológicos anteriores, que, pelo único contato repetido com os dispositivos e atividades do jogo, tendem a desenvolver todos os mecanismos psicológicos, cognitivos e emocionais típicos dos jogadores, incluindo em particular, crenças errôneas sobre chance e probabilidade ed ilusão de controle de jogo.
  • As outras duas categorias dizem respeito a jogadores que apostam em regular as próprias experiências e estado emocional, caracterizado por problemas anteriores.

O resultado dessas considerações é que o clínico tem indicações para tratar efetivamente os jogadores garantindo caminhos de cuidado que sigam os caminhos pessoais de jogadores individuais e para o resto da população, e em particular para aqueles que decidem como administrar e regular esse setor, ficará claro que a produção contínua de possibilidades de jogo favorece o risco de desenvolver dependência tanto para indivíduos que já estão vulneráveis ​​quanto para aqueles que ainda não estão vulneráveis.

 

Daniele Manasse 

 

BIBLIOGRAFIA 

  • Casciani O. e De Luca O. (editado por), 2018, "O tratamento psicológico e psicoterapêutico do transtorno do jogo em uma perspectiva multidisciplinar", Edizioni Publiedit, Cuneo;
  • Blaszczynski A., Nower L., 2002, "Um modelo de caminhos do problema e do jogo patológico", em Addiction, pp. 487-499.

 

* Notas sobre o autor:
Daniele Manasse é psicóloga, psicoterapeuta especializada em psicoterapia cognitiva pós-racionalista.
Ele lida com a psicoterapia individual, intervindo na psicoterapia em todas as situações em que desconforto e mal-estar se manifestam na forma de sintomas ou problemas existenciais; lida com pesquisa e treinamento sobre questões de novos vícios e, em particular, sobre o distúrbio do jogo. No Psy + Onlus, ele é o coordenador da Área de Jogo, coordena e participa do grupo terapêutico de jogadores patológicos e suas famílias. 

jogo de azar, jogos de azar, gioco





Com sua ajuda, todos os dias

traduzimos o conhecimento da psicologia em projetos eficazes

para o bem-estar psicológico de cada pessoa

desde 2011 estamos comprometidos com a divulgação do bem-estar psicológico como direito de todas as pessoas

Via Gaeta 19 int.1 - 00185 Roma (Itália)
CF 97662640586 - IVA 12906461004
IBAN IT67Z0501803200000016828261

mantenha contato


Siga o Social PsyPlus